Mistérios pascais em plena seca no sertão

Pe. Tamrat Markos, IMC

Entre os dias 27 e 31 de março, aconteceu na paróquia Sagrado Coração de Jesus na cidade de Monte Santo-BA, Brasil, a Páscoa Jovem Consolata 2013. O evento reuniu no Centro Mandacaru, mais de 60 jovens provenientes das paróquias de Jaguarari, Feira de Santana e Monte Santo, sob a orientação dos Missionários da Consolata do estado da Bahia. A páscoa jovem tem por objetivo vivenciar os mistérios pascais. Ao longo desse tempo os jovens enfrentaram até mesmo o sofrimento da seca. A juventude não se abalou diante das dificuldades causadas pela escassez de água, por falta da chuva, abriram mão de regalias para vivenciar os mistérios pascais e estar em comunhão com jovens de outras comunidades.

Na quinta-feira santa, abordamos o tema da Instituição da Eucaristia e o Lava-Pés, onde aprofundamos a espiritualidade eucarística (partilha, comunhão e serviço ao próximo). A respeito do mesmo, o fundador dos missionários da Consolata, o Beato José Allamano nos dizia: " A nossa vida deveria ser eucarística. Nossa mente e nosso coração deveriam entreter-se continuamente com o Santíssimo Sacramento, não só antes e depois, mas também durante o dia, no estudo e no trabalho". Vida Espiritual p.513

Na convivência da quinta-feira santa nós sintetizamos em quatro verbos principais que podem significar muita coisa em nossa vida: AMAR, OFERECER, PARTILHAR E SERVIR. É Jesus que se oferece em sacrifício para redimir nossos pecados, é ele que nos dá um amor incondicional, partilha o pão da vida e o cálice da salvação e mesmo na grandeza de mestre, coloca-se a serviço dos seus amigos, Portanto, aquilo que ele nos ensinou devemos colocar em prática ao serviço do próximo. Durante a noite nos reuníamos aos fiéis da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus para celebrar a santa eucaristia onde aconteceu também o lava-pés dos doze jovens escolhidos.

Na sexta-feira da paixão, querendo experimentar na nossa vida o sofrimento de nosso Senhor Jesus Cristo, subimos ao monte às 4h da madrugada com orações, reflexões e preces. Foi uma experiência maravilhosa poder subir o monte, pois lá em cima nos sentimos ainda mais perto de Deus, podendo ver a fé das pessoas de uma forma mais evidente. Espero que todos os jovens também tenham experimentado e vivenciado as maravilhas do Senhor. O único momento de tristeza foi ver todo aquele verde se acabando, ver todo o povo e aquela natureza sofrendo pela falta de chuva. Escutai Senhor as preces do teu povo para que a chuva volte a cair no sertão e a alegria volte a ser constante. Ao descer, a gente retomou as atividades onde o tema da paixão e morte foi tratado e aprofundado, a partir das sagradas escrituras e da religiosidade popular, sempre em confronto com a realidade da juventude. À noite, com todo o povo de Deus, participamos da procissão do Senhor morto.

No sábado santo, tratamos o tema "medo e abandono". Jesus sentiu-se abandonado pelo povo que o acolheu com tanto júbilo em Jerusalém. A multidão que o aclamava foi a mesma que o condenou. Às vezes passamos por um sofrimento tão profundo que chegamos a pensar que Deus nos abandonou. Até mesmo o Cristo sentiu-se abandonado pelo seu Pai, porém ele esteve ali com ele o tempo todo e da mesma forma está conosco sempre. A dor é necessária para que possamos tirar dela algum aprendizado seja ele positivo ou negativo.

Ao finalizar a nossa vivência dos Mistérios Pascais, celebramos a ressurreição de Jesus, fundamento de nossa Fé e de nossa esperança. Para que essa esperança seja realmente cristã, é indispensável levar a sério a cruz de Jesus. Vivendo a experiência pascal, o cristão pode estar em plena comunhão com a missão de Cristo e de seus irmãos.

Cristo Ressuscitou Aleluia! Feliz Páscoa para todos!

 

Fonte: email

Deixe uma resposta

três × quatro =