Cam 3 Comla 8: Missão e presença da mulher na Igreja

Cecília Soares de Paiva *

As atividades do CAM 3-Comla 8 prosseguem com intensa participação da delegação do Brasil nos 16 fóruns ocorridos na Universidade Católica do Equador, iniciado no dia de aprofundamento do tema "Discipulado: Comunidade Discípula de Jesus" em 13 de agosto de 2008.

Nesse dia, entre os 130 delegados do Brasil, Padre Evandro Stefanello, de Cáceres no Mato Grosso nos contou sua participação no fórum que discutiu a presença da mulher na vida da Igreja, "Missão e presença da mulher" apresentado por Lúcia Camacho, do Peru. Segundo ele, uma das questões abordadas tratou sobre o que a sociedade propõe para os novos modelos da Igreja, ressaltando que há muita preocupação com a eterna juventude e muitos fatores que distanciam a mulher da vida do lar, incluindo a responsabilidade da formação e da condução da educação de seus filhos sendo feita por diferentes pessoas e instituições.

Outra abordagem citada foi a falta de abertura da mulher nas decisões da Igreja, apesar de sua participação praticamente massiva nos trabalhos: "é a que mais trabalha e a que menos aparece" ressalta o que ouviu no fórum Eunice Vargas, de Dourados, Mato Grosso do Sul. Eunice confirmou que, ao tocarem na questão da ordenação da mulher, Lucia Camacho expôs que acredita ser preciso dialogar mais sobre isso, fazer mais discussões para amadurecer as situações, dilemas e necessidades. Outro tema exposto foi o papel e a forma de utilização dos meios de comunicação, revelando que, na condução da vida da mulher na sociedade, essa obtém informações na Internet e na TV mais para alimentarem a ditadura da beleza do que para as coisas construtivas. Buscam seguir um modelo de magreza, de beleza única, sem percepção das diferenças, inclusive das suas, dispondo-se dos meios de comunicação de forma influenciável, conduzindo-se por padrões familiares diferenciados, ausência da figura paterna e conceitos nocivos da mulher independente.

Entre as discussões gerais, falou-se da não-valorização do trabalho feminino, da pouca presença dos povos indígenas no CAM3-Comla8, e das propostas de continuidade do fórum no dia da "Evangelização: Comunidade Missionária para a humanidade" caminhando do dia da escuta para o dia do aprende, para então prosseguir para o dia do anúncio.

* Cecília Soares de Paiva - Jornalista Oeste1 CNBB.

Fonte: Revista Missões

Deixe uma resposta

15 − 4 =